Guarujá consolida-se destino para todos, em qualquer época do ano

São 27 praias ao todo, para todos os perfis de público. Mas o mar está longe de ser o único atributo que faz Guarujá continuar sendo a eterna Pérola do Atlântico.

Localizada na Ilha de Santo Amaro, a cerca de 100 km da capital paulista, a cidade tem praias para quem busca agito e também procura sossego; para a família ou para os praticantes de esportes náuticos; para quem está atrás de pequenos paraísos escondidos e, claro, os que preferem infraestrutura, com restaurantes, bares e quiosques.

Um cinturão azul, recortado por trechos verdes preservados, que garantem algumas das mais belas paisagens litorâneas de São Paulo: é dessa forma que se pode ver Guarujá. Mas a cidade ainda ostenta atrativos culturais, naturais e a maior rede hoteleira do litoral paulista – cerca de 10 mil leitos. 

A proximidade com a capital paulista, maior polo emissor de turistas do Brasil, com excelentes vias de acesso, e a localização estratégica da cidade, na Região Metropolitana da Baixada Santista são outros atributos que fazem de Guarujá um destino ideal para o turismo a qualquer época do ano.

Mirantes com vista privilegiada das praias, fortificações, ruínas, parque ecológico, teatro, além da Ilha dos Arvoredos e de uma extensa orla para caminhadas, corridas e pedaladas à beira-mar também estão no cardápio de opções da cidade.

A gastronomia diversificada é um ponto forte da cidade, com restaurantes ricos em especialidades, além da boa comida regional, à base de peixes e frutos do mar. Em Guarujá, a alta gastronomia divide espaço com criações caiçaras, pratos autorais, cozinhas internacionais, brasileira, bares e botecos de todos os estilos.  

Quem deseja viver uma experiência genuinamente caiçara, em meio a uma colônia de pescadores, e pratos à base de peixes e frutos do mar frescos, tem na Praia do Perequê o lugar ideal.

Mas Guarujá também tem uma rua gastronômica, com restaurantes e barzinhos, agito garantido nas noites e tardes guarujaenses, a Rua Rio de Janeiro. E restaurantes excelentes espalhados por todas as praias, na região central e, inclusive, dentro de hotéis e resorts, com acesso ao público.

Grand Hotel Guarujá

Ilha dos Arvoredos

A Ilha dos Arvoredos, reaberta à visitação pública recentemente, é um dos atrativos de Guarujá que não se encontra em nenhum outro destino.

Localizada a 1,6 km da Praia de Pernambuco, a ilha foi projetada pelo engenheiro Fernando Lee e é administrada pela fundação que leva seu nome e pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP) Campus Guarujá.

Inscreva-se e receba conteúdos exclusivos

Por lá, funciona um centro de tratamento de animais marinhos e sistema autossustentável em energia elétrica, com placas fotovoltaicas e captação de água de chuva.  

A aventura já começa na chegada. Com mais de 37 mil metros quadrados de extensão, a única forma de acesso à Ilha se dá por um sistema de guindaste, cujo apoio é uma estrutura de concreto de 71 toneladas no formato de uma fênix.

Forte e Fortaleza

O Forte dos Andradas está voltado para o mar, entre as praias do Tombo e Guaiúba. Foi o último do gênero a ser construído no Brasil. Cravado entre as pedras, foi base de apoio importante para a proteção do litoral paulista na Segunda Guerra Mundial.

A Fortaleza de Santo Antônio da Barra Grande está localizada entre as praias do Góes e Santa Cruz dos Navegantes. Foi construída no século XVI e servia para defender, de ataques piratas, a entrada do canal de acesso à “Vila de Santos”.

Fotos: Prefeitura Municipal de Guarujá

Conteúdos Exclusivos

Se inscreva e receba acesso a nossa pasta com conteúdos exclusivos: Vídeos, fotos, mapa e entre outros;

Mirantes

Totalmente remodelado, projetado todo em vidro, o Mirante das Galhetas oferece uma excelente vista panorâmica das Praias Astúrias e Tombo. Existe um reservatório público de água desativado no lugar. Local bom para prática de voo livre.

O Mirante do Morro da Campina (Maluf), localizado ao lado da Praia das Pitangueiras, garante aos viajantes uma visão deslumbrante de Guarujá. É cenário de decolagens e pousos de praticantes de parapente.

Já o Píer Tony Villela tem acesso pela Alameda Floriano Peixoto. A vista é para toda a praia de Pitangueiras. Ótimo local para pesca e apreciação das ondas que quebram próximo ao local.

E praias, muitas praias

Entre as 27 praias distribuídas da cabeça ao rabo do dragão (Guarujá é também conhecida como Ilha do Dragão, já que, vista no mapa, a ilha se assemelha a um dragão alado), há opções para todos os públicos.

A cidade tem praias badaladas, com excelente infraestrutura, como Enseada, Pitangueiras, Tombo, Guaiuba, ou ainda aquelas mais rústicas e distantes como Perequê e Pernambuco e até pequenos paraísos escondidos, com acesso somente por trilha ou barco, como Góes, Cheira Limão, Sangava, Éden, Branca, entre outras. Tem até praias com acesso restrito, dentro de condomínios, com controle de veículos, como Iporanga.

Uma delas, a do Tombo, é destaque por ser uma das praias no Brasil que têm o importante título de BANDEIRA AZUL – certificado internacional que preza pela qualidade ambiental, segurança e bem-estar.

 

Aeroporto Metropolitano

Há, ainda, outro fator que colocará Guarujá em um patamar ainda mais elevado, tornando-a mais atraente e acessível: a evolução do início das operações do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá. Recentemente, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) liberou o início das obras, com base em relatório enviado pela Infraero.

A previsão é que as obras estejam finalizadas até o final deste ano, para que o aeroporto comece a operar, com previsão de circulação de 26 mil passageiros por ano, trazendo benefícios para a cidade e toda a região.

EVENTOS

AVIRRP – 18 e 19 de Março

WTM – 05 a 07 de Março

Conexidades – 07 a 11 de Junho

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS